Friday, June 29, 2007

Às vezes fico um pouco revoltada com diversos discursos moralistas que vejo por aí: “nossa, para onde o mundo vai? As pessoas não se respeitam mais, os filhos não respeitam mais os pais, o marido não respeita mais a mulher etc etc etc”. Isso para mim não passa da nossa mania de acreditar que o passado sempre foi e sempre será melhor do que o presente. É só parar e pensar com calma, quando foi que o mundo foi uma maravilha para se viver? Quando os reféns de guerra eram empalados na frente dos castelos e aguardavam uma morte lenta enquanto os urubus bicavam seus olhos? Quando a Igreja queimava milhares de pessoa nas festas juninas medievais? Quando você poderia ser morto dormindo ao ver sua casa invadida por romanos, gregos, turcos, qualquer um que seja??Quando você poderia morrer em uma câmara de gás só porque era negro, judeu ou homossexual? Quando você seria obrigada a usar um cinto de castidade de ferro toda vez que seu marido resolvesse viajar para dormir com prostitutas nas cidades vizinhas? Quando a sua morte poderia ser por apedrejamento só porque você resolveu descontar todas as vezes que seu marido te chifrou? Ou quando pessoas são queimadas e espancadas em paradas de ônibus ? Para mim, o mundo sempre foi essa bosta que é hoje, sem tirar nem colocar absolutamente nada. Agora por que isso? Oras, simplesmente porque todas as sociedades são feitas por seres humanos, que são seres no mínimo 50% podres na maior parte do tempo. Na minha visão reducionista eu diria que todo esse comportamento depravado é quase que totalmente genético, porque não é possível um que ser vivo seja tão cruel, burro e estúpido simplesmente porque quer.

Ok...desabafei....vou continuar estudando Biologia Molecular agora.

9 comments:

Anonymous said...

Mas...
apesar do homem ser o único que consegue causar tantos danos e problemas no mundo e na vida das pessoas....
esse mesmo homem é o único ser capaz de preservar a natureza, de desenvolver ética, de repensar as atitudes, ou de escrever textos criticando suas próprias atitudes.
Fazer um trabalho voluntário:
isso significa investir enegia e nutrientes em uma atividade a principio não te trará vantagem. Uma coisa totalmente antinatural.
É o único que onsegue olhar para o pessado e ver quanta merda fez e pensar, a cada instante, "posso fazer algo melhor".
Eu penso que, se o mundo sempre foi uma bosta, hoje nós somos uma bosta menos fedida, pelo menos.
Para mim os outros 50% do homem valem a pena.

Carolina said...

Subi num pé de manga
Para arrancar jabuticaba
A uva estava podre
E desci com uma goiaba

Stevie Wonder

Pequena Salamandra said...

que bom anonymos que vc pensa assim..na maior parte do tempo eu tb penso assim..não nos meus momentos de revolta entretanto...
um dia escrevo algo sobre como sou um ser contraditorio...e tb acredito q somos menos fedidos..mas não fala pra niguém não, tenho q manter minha pose de menina malvada

Pequena Salamandra said...

ahn anonymos..outra coisa..nao acho que nós façamos nada que não nos trará vantagem...tudo de alguma forma nos tras alguma vantagem...não acredito em altruísmo...ainda que eu acredite que a inexistência de altruismo seja de todo ruim

Mah said...

obrigada pela visita pequena salamandra!

você ganhará um link no meu blog. que tal?

é querida, o mundo anda perdido, a não ser que a gente se mova. caso seja genético, vamos extinguir esses bárbaros do século XXI.

Anonymous said...

Há coisas que não trazem vantagem do ponto de vista biológico/material...
e aí sim, existe altruísmo.
Mas alguma vantagem, há, claro. Equlíbrio emocional, contribuição para uma sociedade mais harmônica, o que acaba por beneficiar o altruista também.

Pequena Salamandra said...

exatamente....ai o que penso..como vai existir um ganho com isso..com nossas açoes..isso deixara de ser altruista...mas nao é ruim agir buscando coisas boas...acho ate mais valido do que agir sem ganhar absolutamente nada

Antonio Araújo Jr. said...

Sim! E digo mais: A culpa é das mulheres!!!
Se isso é genético, bastava as mulheres escolherem seus parceiros pelo caráter, pela honestidade, pela crença/tentativa de tornar o mundo um sonho possível! Bastaria isso pra que os genes canalhas diminuíssem sua frequência na população a cada geração...

Sobre estudar bioMol, depois que entende regulação de procariotos, a de eucariotos fica fácil!!

Princesa Sisi said...

"esse mesmo homem é o único ser capaz de preservar a natureza"

eu espero que vc saiba que isso nao fez o menor sentido.

obrigado.