Thursday, February 01, 2007

O sentido da dor

As suas lembranças me são dum amargo dorido, que parecem queimar a minha alma. Seus olhos, sua voz, suas histórias, sua família, quero arrancar de minha memória definitivamente, ainda que para isso seja necessário uma lobotomia sem anestesia. Para que remoer o passado? Doeria menos colocar meus pés debaixo das rodas de um caminhão.

5 comments:

Daniel Duende said...

sei como é.
so não sei qual é a solução.
a gente vive
e a vida se prega na gente
e não sai não.

só tem um jeito.
seguir em frente, viver mais,
e não olhar para trás
porquê não faz bem não...


abraço do verde.

lilins said...

Lê, do passado a gente só deve guardar boas lembranças e boas lições, pára de pensar numa coisa que já passou caramba! O horizonte do presente é beeem mais amplo!

Beijocas! =)

BrainOrb said...

Que bom que você leu ^^ pensei que não iria porque o post era antigo.
Pois é... mas infelizmente(ou felizmente, não sei mais) estou numa confusão emocional imensa. Tive um trauma ano passado que me desestabilizou completamente. Estou começando a me levantar dessa queda. Equanto eu não decido o que realmente é ou não é, provavelmente vou seguindo pelo que eu era antigamente. Vou ignorar o que Nietzche disse até estiver em condições de avaliar.
E o que eu procurava antigamente é o que ainda procuro agora. Simplesmente alguém para eu amar cada imperfeição do corpo, cada mania e vício, tudo que a faz diferente, toda a perfeição de uma pessoa imperfeita, única, como todo mundo.

Ah, e por acaso você seria a Eu mesma do orkut? (não, não fui te procurar pelo orkut, na verdade eu cheguei a este blog por este perfil do orkut)

Mas é, viver não é fácil. E viver protegido não é seguro.

Carol foca said...

É, passado quando deixa marcas é dificil esquecer...
Mas é bom para aprendermos a viver...se fosse fácil não teria graça, nem nada...
né?!
E várias pessoas me dizem que "quem vive de passado é museu"... então deixe para trás e vamos para a frente, sempre!!!!

Mil beijocas queridam!

gyancarlo said...

Lacuna Inc.

http://www.lacunainc.com/


"How happy is the blameless Vestal's lot! / The world forgetting, by the world forgot / Eternal sunshine of the spotless mind! / Each pray'r accepted, and each wish resign'd." (from Alexander Pope's poem "Eloisa to Abelard")